004 Gruta da Feteira I&II

 

A "Gruta da Feteira I&II" está localizada no Concelho da Lourinha-U. F. de S. Bartolomeu dos Galegos e Moledo. Devido á restrição  de acesso emitida pela DGPC não é possível realizar uma descrição da cavidade no seu total, todavia tivmos oportunidade de visitar a cavidade durante o processo de pedido de apoio à DGPC para a recuperação dos portões de entrada que salvaguarda o espolio que ainda reside na cavidade. Pedido este que surge após o trabalho de relocalização da cavidade.

Temos conhecimento que a cavidade apresenta duas entradas. A primeira é resultante da terraplanagem para a construção do aviário e a segunda descoberta mais tarde, ambas estão seladas e não temos conhecimento se ligam uma a outra fisicamente.

Biologia

Foi possivel identificar as seguintes espécies:

 

Bibliografia da cavidade

-A gruta da Feteira (Lourinhã). Classificação petrográfica por analise macroscopica do material arqueológico de pedra polida na Gruta da Feteira. Trabalhos de Arqueologia (1984)

- A gruta da Feteira (Lourinhã). Escavação de salvamento de uma necrópole neolítica. Trabalhos de Arqueologia (1984)

- A gruta da Feteira (Lourinhã). Estudo sedimentológico do preenchimento da gruta da Feteira. Trabalhos de Arqueologia (1984)

- O Calcolítico na região de Torres Vedras. Turres Veteras IV - Actas de Pré-história e História Antiga (2002)

- A gruta da Feteira (Lourinhã). Escavação de salvamento de uma necrópole neolítica. Trabalhos de Arqueologia (1984)
- A gruta da Feteira (Lourinhã). Estudo sedimentológico do preenchimento da gruta da Feteira. Trabalhos de Arqueologia (1984)
- O Calcolítico na região de Torres Vedras. Turres Veteras IV - Actas de Pré-história e História Antiga (2002)

Arqueologia

A cavidade "Gruta da Feteira" é uma importante necropole com varios horizontes de deposição, tendo sido inicialmente escavada em Outubro de 1981 pelo Dr. Prof. João Zilhão autor do livro "A Gruta da Feteira, Escavação de salvamento de uma necrópole neolítica", publicado em 1984 pelo Instituto Português do Património Cultural.

Dez anos após esta descoberta, mais precisamente em 2 de Setembro de 1991, João Paulo Subtil e Gonçalo Gregório, Espeleólogos, durante uma ação de prospeção no Planalto da Cesareda e a poucos metros da gruta atrás referida, encontraram uma outra, que logo se aperceberam poder fazer parte da primeira.

 

Ficha de sitio arqueologico. (DGPC/CNS-2070)

Espólio

Indústria lítica, cerâmica, objectos de adorno, osso trabalhado e cerâmica.