002 Gruta do Moleiro

 

A cavidade "Gruta do Moleiro", localizada no concelho de Óbidos, freguesia de Olho Marinho, resultante de um largo abatimento surge uma galeria exposta ao exterior com cerca de 10 metros de desenvolvimento que antecede a uma galeria ao mesmo nível com cerca de 16 Metros de desenvolvimento. O solo da galeria inicial é coberto com um caus de blocos, resultantes do abatimento e presume-se que tenham sido colocados outros durante a intervenção de escavação arqueológica realizada por N. Delgado. Pouco notória, regista-se uma diaclase estreita que acede a um poço com cerca de 7 Metros de desnível que dão acesso a uma galeria que apresenta um grupo de diaclases em diversas orientações que se encontram colmatadas. Esta mesma galeria reserva um sumidouro que dá indícios de uma infiltração lenta. Toda a cavidade apresenta formações cársicas embora seja mais rica nas galerias inferiores.

 

 

Ficha de equipagem

 

Sector

Zona

Obstáculo

Corda

Amarrações

Obs.

nivel 1

 

CM+P(CP)

20 M

5PB+2PB(Y)

 

 

Equipagem realizada por: Nuno Rodrigues (ARCM)

 

 

 

Legendas

Observações:

 

 

Todos os parabolts são de 8mm, sem placa, salvo indicação em contrário.

 

 

 

 

AN

Amarração Natural

CM

Corrimão

CP

Corda Precedente

E

Escalada

P

Poço

PB

Parabolt

T

Tensor inox (316) - TIG

R

Rampa

S

Spit

 

Biologia

Foi possivel identificar as seguintes espécies:

 

Bibliografia da cavidade

Da existência do homem no nosso solo em tempos mui remotos provada pelos estudos das cavernas. Notícia acerca das Grutas da Cesareda (1867)

- Guia descritivo da sala de Arqueologia pré-histórica do Museu dos Serviços Geológicos de Portugal (1982)

- La civilisation énéolithique dans la Péninsule Ibérique (1921)

- Tipos de punhal lítico da colecção dos Serviços Geológicos de Portugal. Revista de Guimarães (1957)

- Guia descritivo da sala de Arqueologia pré-histórica do Museu dos Serviços Geológicos de Portugal (1982)
- La civilisation énéolithique dans la Péninsule Ibérique (1921)
- Tipos de punhal lítico da colecção dos Serviços Geológicos de Portugal. Revista de Guimarães (1957)

Arqueologia

A Cavidade "Gruta do Moleiro", toponimia actualmente conhecida, recebe como primeiro toponimo "Lapa Furada" atribuido por N. Delgado. Esta cavidade é a segunda das três cavidades descritas no livro de N. Delgado ""Da existência do homem no nosso solo em tempos mui remotos provada pelos estudos das cavernas. Notícia acerca das Grutas da Cesareda (1867)" .

"Os depósitos de ossos humanos nela encontrados levaram Delgado a propor que se trataria do resultado de festins funerários, evidenciados pelo padrão de fratura dos ossos humanos, quando comparados com os ossos de fauna."

Espólio

 

"Punhal de sílex branco rosado retocado nas duas faces."

 

in: http://arqueologia.patrimoniocultural.pt/index.php?sid=sitios.resultados&subsid=50155

 

 

Ficha de sitio (DGPC/CNS-3374).